Acordo Técnico

 

 

O GRAACC nasceu em 1991 para garantir a crianças e adolescentes com câncer, dentro do mais avançado padrão científico, todas as chances de cura, com qualidade de vida. Para alcançar seu objetivo, o GRAACC administra e mantém um hospital, o Instituto de Oncologia Pediátrica (IOP/GRAACC/UNIFESP).

No dia 17 de fevereiro de 2017, o Acordo de Cooperação entre a UNIFESP e o GRAACC foi atualizado com o objetivo de estimular cada vez mais o desenvolvimento de atividades de ensino e pesquisa no Instituto de Oncologia Pediátrica.

Desde 1998, conforme um convênio assinado entre o GRAACC e a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o hospital corresponde ao setor de Oncologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da UNIFESP. A parceria assegura ao GRAACC suporte técnico e científico e impulsiona a criação de conhecimento e a qualidade das pesquisas genéticas, clínicas, cirúrgicas e biológicas sobre o câncer infantojuvenil, colaborando para criar novos protocolos terapêuticos e elevar os índices de cura.

Para os alunos da universidade, o trabalho conjunto proporciona a experiência prática no hospital, aperfeiçoando a qualificação dos novos profissionais, que ajudarão a difundir técnicas de diagnóstico e tratamento do câncer infantil em todo o país. Oferece também residência especifica em oncologia pediátrica e multiprofissional (enfermagem, psicologia, nutrição e fisioterapia) ligada a Pró-Reitoria de extensão da UNIFESP.

Recebe também os residentes do Departamento de Pediatria e outras áreas afins (cirurgia pediátrica, neurocirurgia). Atua em parceria com as diferentes especialidades do Departamento e da UNIFESP, para consultorias em casos especiais.

A união de profissionais capacitados, recursos tecnológicos e equipamentos avançados permite que o GRAACC realize os mais complexos tratamentos para diversos tipos de tumores, alcançando índices de cura médio de 70%, além de promover ensino e extensão e impulsionar a criação de pesquisas, colaborando para o desenvolvimento de novos protocolos terapêuticos.

O GRAACC tem como prioridade o atendimento a crianças e adolescentes de baixa renda, sendo cerca de 90% dos pacientes encaminhados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para manter a excelência do tratamento e suprir a lacuna assistencial dos casos de alta complexidade não atendidos no país, o GRAACC conta com a parceria da sociedade na captação de recursos, responsáveis por mais de 60% do orçamento da instituição e com o Conselho de Administração composto por voluntários que exercem a liderança da gestão corporativa da Instituição. Configura-se assim a parceria de sucesso, com a universidade (departamento de pediatria) liderando a operacionalização técnico-científica e a ONG (GRAACC) a área administrativa e financeira.