Dicas importantes da Dra Fabianne Carlesse

Com a chegada dos meses mais frios (outono e inverno), as orientações para os cuidados com a saúde devem ser ainda mais intensos devido ao aumento expressivo dos riscos de doenças virais e problemas respiratórios. Temperaturas baixas e pouca umidade contribuem para o agravamento dos problemas. A pandemia de Covid-19 aumenta o risco, pois algumas infecções respiratórias podem confundir-se com os sintomas.

“Alguns sintomas como tosse, febre, falta de ar e, às vezes, náuseas e vômitos, são comuns tanto na Covid-19 quanto nas doenças sazonais de clima frio. Por isso, é necessário que pais e responsáveis redobrem a atenção em relação aos sintomas e qualquer dúvida não demorem a procurar um serviço de pronto atendimento para que a criança seja avaliada”, orienta a Dra. Fabianne Carlesse, infectologista pediátrica do Hospital do GRAACC, especializado em casos de alta complexidade de câncer infantojuvenil.

Conforme informações do Ministério da Saúde, o aumento de casos da gripe geralmente ocorre entre os meses de maio e outubro, sendo agosto o mês mais seco. Além disso, é importante que ações preventivas antes desse período sejam adotadas, em especial, na população mais vulnerável, como os pacientes oncológicos.

“Os pacientes oncológicos são os mais vulneráveis a estas infecções, além da Covid-19, e podem apresentar complicações graves, dependendo do nível de imunossupressão, principalmente quando os pulmões são acometidos”, comenta Dra. Fabianne.

Dicas importantes

  • Fique atento a sintomas como tosse, febre, falta de ar e corrimento nasal. Se persistirem por mais de dois dias, é necessário procurar o pronto atendimento para avaliação.
  • Use umidificadores para combater os dias mais secos, mas não durma com eles ligados pois podem agravar casos de alergias respiratórias.
  • À noite, pendure toalhas molhadas ou coloque bacias com água no quarto.
  • Manter o corpo hidratado é importante nesse período. Beba diariamente de 1,5L a 2L de água.
  • Inalação com soro fisiológico é uma boa opção para limpar as vias respiratórias.
  • Nunca é demais lembrar da importância do uso da máscara (trocar a cada duas horas e se estiver suja ou molhada).
  • Evite
  • Locais fechados e com aglomerações de pessoas.
  • Tocar em paredes, maçanetas e corrimãos.
  • Levar a mão à boca, olhos e nariz.
  • Ter contato com pessoas gripadas ou resfriadas.
  • Locais com aparelhos de ar-condicionado quente, pois ressecam as vias respiratórias causando alergias.

IMPORTANTE:

  • Resfriados, gripes e doenças respiratórias têm alta incidência no outono e inverno, e os sintomas são parecidos com aqueles observados na doença Covid-19.
  • Portanto, segundo Dra. Fabianne Carlesse, na dúvida, pais e responsáveis devem procurar atendimento médico para avaliação e conduta.
  • Pacientes oncológicos devem ter atenção redobrada com protocolos de segurança como higienização das mãos, uso de máscaras e distanciamento social.

Compartilhe:

II Congresso Internacional de Oncologia Pediátrica do GRAACC

O II Congresso Internacional de Oncologia Pediátrica GRAACC, agendado para 05 a 07 de setembro...

GRAACC Futebol Clube 2022 está chegando!

Vem aí mais uma edição do GRAACC Futebol Clube! Jogadores e celebridades juntos em um...

Doação com gratidão

Vivian Gimenez, de 23 anos, encontrou inspiração no tratamento de câncer enfrentado por seu primo...

Retorno às aulas com segurança

Infectologista do Hospital do GRAACC orienta como se preparar para este momento