Com a volta às aulas presenciais, programada para dia 1º de fevereiro, muitas escolas já estão prontas e adaptadas para receber as crianças. A retomada será gradativa e as salas de aula não poderão ultrapassar a 35% de alunos presentes.

Pais e crianças estão ansiosos para essa volta. Os primeiros, por conta de poderem deixar as crianças em um local e seguirem para o trabalho, seja em casa ou escritório. As crianças por poderem encontrar amigos e professores no ambiente escolar. Porém, essa volta requer cuidados específicos, uma vez que a pandemia não arrefeceu.

“Há uma grande euforia por conta da volta às aulas, mas não devemos esquecer que a pandemia ainda não acabou e que todos os cuidados devem ser tomados lembrando que as crianças podem carregar o vírus e não apresentarem sintomas. Por isso, é muito importante que os protocolos de segurança sejam rígidos e cumpridos à risca, por pais, alunos e professores”, comenta a Dra. Fabianne Carlesse infectologista pediátrica do Hospital do GRAACC.

Dicas importantes

Para a família:

• Não mandar a criança para a escola se perceber que está febril, com tosse contínua ou síndrome gripal.

• Colocar na mochila, pelo menos duas máscaras para trocas durante o dia (deve ser trocada a cada duas horas ou se estiver suja ou molhada) e lembre-se, a máscara não é pretexto para afrouxar as regras de higiene e afastamento.

• Um frasco de álcool em gel também pode ser uma opção na mochila, para crianças maiores.

• Preparar lanches e refeições em casa.

Na escola:

• Ao entrar ou sair da escola, a temperatura da criança deve ser verificada e o álcool em gel deve ser utilizado.

• Utilizar máscara cobrindo o nariz e a boca durante todo o período que a criança estiver na escola.

• Higienizar as mãos sempre que tocar na máscara e na troca da mesma, quando necessário.

• Respeitar o distanciamento social, evitar abraços e beijos.

• A criança deve ter seu próprio talher e copo.

• Não compartilhar objetos e refeições.

• O ambiente escolar deve estar totalmente higienizado, mas oriente a criança a não colocar as mãos em qualquer superfície.

• Evitar levar a mão no rosto, principalmente os olhos, e lavar as mãos frequentemente com água e sabão.


Compartilhe:

Uma história de superação

Conheça a história do Miguel e sua família, que vieram de muito longe para vencer...

I Corrida Virtual GRAACC ajuda crianças com câncer

Até 20 de dezembro você pode se inscrever na I Corrida Virtual GRAACC e ajudar...